• Image1


Notas Biográficas dos Coordenadores Científicos e Formadores dos 'Cursos no Jardim Botânico da Ajuda'


1. Prof.ª Doutora Sónia Talhé Azambuja

Professora Auxiliar Convidada de Arquitectura Paisagista do Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa (ISA/ULisboa), onde se licenciou em Arquitectura Paisagista (2000). Lecciona nas unidades curriculares de História e Teoria da Arte dos Jardins e de Recuperação da Paisagem Cultural da Licenciatura e Mestrado em Arquitectura Paisagista do ISA/ULisboa, coordenadas pela Prof. Cristina Castel-Branco. Mestre em Arte, Património e Restauro pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2006). Doutoramento no ramo de História, na especialidade de Arte, Património e Restauro, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa com a classificação máxima: Aprovada com Distinção e Louvor (unanimidade, 2015). Professora Auxiliar Convidada de Arquitectura Paisagista da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve (2009/2010-atualidade), leciona na unidades curriculares de História da Arte dos Jardins I, História da Arte dos Jardins II, Arquitetura Paisagista II e Antropologia do Espaço da licenciatura em Arquitetura Paisagista (1.º Ciclo). Trabalhou entre 2000 e 2003 no Jardim Botânico da Ajuda em projectos de investigação do ISA sobre jardins históricos, tendo participado na 1ª Assembleia-Geral da AAJBA (2001). Bolseira de Doutoramento e de Mestrado da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). Publicou o livro "A Linguagem Simbólica da Natureza. A Flora e Fauna na Pintura Seiscentista Portuguesa" (Lisboa: Nova Vega, 2009). Nomeada membro internacional do ICOMOS-IFLA International Scientific Committee on Cultural Landscapes (órgão consultivo da UNESCO). Vogal do Conselho Fiscal da APAP-Associação Portuguesa dos Arquitetos Paisagista (2014-2016). Vice-Presidente da Direcção da AAJBA de 2009 a 2013. Presidente da Direcção da AAJBA de 2013-2016.
sazambuja@isa.ulisboa.pt
www.soniaazambuja.com
Formadora nos cursos de: Técnicas Básicas de Jardinagem.


2. Arq.º Pais. Miguel Coelho de Sousa
Licenciado em Arquitectura Paisagista (Instituto Superior de Agronomia, UTL, 2003). Iniciou a sua actividade profissional em ACB, sob a direcção de Cristina Castel-Branco, onde participou em projectos de jardins privados, restauro de jardins históricos e intervenção na paisagem rural. Desde de 2008 desenvolve a sua actividade no atelier PROAP, colaborando em diversos projectos de paisagem sob a direcção de João Ferreira Nunes, com ênfase na concepção e desenvolvimento de base de dados de vegetação; selecção de elencos de vegetação e elaboração de planos de plantação. Como profissional liberal tem desenvolvido actividade projectista, e é responsável pela recuperação e gestão dos jardins do Paço de Belas, em Sintra. Obteve o 1º lugar no Prémio Urbaverde/Vibeiras Jovem Arquitecto Paisagista 2006. Orienta cursos, passeios e viagens culturais sobre jardins e paisagem (Fundação Serralves 2004-2007; Jardim Botânico da Ajuda, desde 2007). Secretário-Geral da Direcção da AAJBA 2009-2013. Tesoureiro da Direcção da AAJBA 2013-2016.
Formador nos cursos de: Técnicas Básicas de Jardinagem.


Notas Biográficas dos Formadores dos Cursos da AAJBA

3. Eng. André Henriques da Silva
Consultor da empresa Oceanus & da Silva, Lda. é licenciado em engenharia alimentar pela Universidade Católica intervindo na área agronómica desde 2000. Acompanhou de perto a entrada das grandes empresas vitivinícolas no Modo de Produção Biológico quando poucas soluções documentadas estavam disponíveis ao sector. Participante activo na evolução dos recursos e técnicas vitícolas nacionais, tem hoje um histórico de actuação bem sucedida em todas as regiões demarcadas do país. As soluções encontradas neste trabalho vitícola têm sido transpostas com sucesso para muitas outras áreas, particularmente a horticultura. Forte defensor da aplicação da ecologia nos métodos produtivos agronómicos é formador especializado na área de viticultura biológica, biopesticidas e cobertos vegetais.
Formador no curso de:
Horta Biológica.

4. Eng.º António Joaquim Pereira Rodrigues Calhanas
Nasce em 1954 na cidade de Lisboa, estuda no Colégio Manuel Bernardes, Instituto dos Pupilos do Exercito (ITMPE), e Escola de Regentes Agrícolas de Santarém. Estagia na brigada técnica da X região agrícola em Santarém, na área de fruticultura onde desenvolve ensaios de sistemas inéditos de condução em Prunoideas e técnicas de monda química de frutos, especializando-se em Viticultura e Fruticultura. Administra tecnicamente várias Casas Agrícolas no Ribatejo, prestando assistência técnica e dando formação a Cooperativas Agrícolas (ex grémios da lavoura), colaborando ainda no Departamento Técnico da Direcção da Feira Nacional de Agricultura, Feira do Ribatejo. Lecciona Ciências e Biologia na Escola Secundária da Golegã e mais tarde já nos quadros da Ciba-Geigy como colaborador presta assistência técnica pós venda, acompanhando ensaios para homologação de fitofarmacos.Dando formação de fitossanidade, podas, enxertias ate aos dias de hoje em várias entidades, privilegia a componente Saber/Fazer com segurança e destreza sem contudo escorar a área Saber/Saber.
Formador no curso de:
Enxertia.

5. Eng.ª Agr.ª Dalila Espírito Santo
Investigadora Coordenadora do Centro de Botânica Aplicada à Agricultura e do Departamento de Ambiente, Território e Recursos Naturais do Instituto Superior de Agronomia onde se licenciou em 1976. Fez as provas para Investigador Auxiliar (eq. PhD) em 1988 e as de Habilitação à Coordenação Científica (eq. Agregação) em 2001. Desde 1981 leccionou diversas disciplinas de Botânica no ISA e na Universidade de Évora, tendo orientado diversos Relatórios de Fim de Curso e 18 Teses de Mestrado e de Doutoramento. Foi autora ou co-autora de mais de 200 publicações científicas de que se salienta a edição em 2007 do “Guia de Campo: As árvores e os arbustos de Portugal Continental” uma publicação da LPN. FLAD/Jornal Público. Coordenou ou participou em cerca de 60 projectos. Tendo sido nomeada Coordenadora da Comissão de Gestão do J.B.A. em 2002 passou em 2009 a ser Coordenadora do J.B.A. e dos Espaços da Tapada, sendo também a responsável pelo Herbário João de Carvalho e Vasconcellos. Actualmente é Presidente da Associação de Herbários Ibero-Macaronésicos, representante nacional no Consórcio Europeu de Jardins Botânicos e Co-Editora da Quercetea, revista da Associação Lusitana de Fitossociologia. É a Sócia nº 3 da AAJBA.
Formadora no curso de:
Plantas Silvestres Comestíveis.

6. Eng.ª Agr.ª Filomena Caetano
Coordenadora do Laboratório de Patologia Vegetal “Veríssimo de Almeida” (LPVVA) do Instituto Superior de Agronomia (ISA). Curso Superior de Silvicultura - Faculdade de Agronomia e Silvicultura da Universidade de Luanda. Tem desenvolvido a sua actividade no domínio da Sistemática Micológica e em estudos das doenças de plantas agrícolas, florestais e ornamentais. Tem ministrado no ISA aulas teóricas e práticas no âmbito das doenças de plantas ornamentais e de árvores em ambiente urbano. A convite de empresas públicas e privadas, tem vindo a efectuar colóquios sobre problemas fitossanitários que se colocam aquando da manutenção e instalação de espaços verdes. Desde 1999 que colabora nos Mini Cursos de Jardinagem da responsabilidade da AAJBA, nomeadamente na área de fitossanidade de plantas ornamentais, relvados e fruteiras. Tem participado em Congressos Nacionais e Internacionais, reuniões científicas e técnicas e apresentado comunicações. Dos trabalhos publicados destacam-se os mais relacionados com doenças de essências florestais e ornamentais.
Formadora no curso de: Técnicas Básicas de JardinagemProblemas Fitossanitários em Jardins

7. Dr. Francisco Coimbra
Biólogo e responsável técnico da empresa Árvores & Pessoas, Lda., ao serviço da qual tem prestado serviços de Consultoria, Formação, Valorização e Tratamento de Árvores Ornamentais, a entidades como Câmaras Municipais, Embaixadas, Escolas, Fundações, Hotéis e Jardins Botânicos e Históricos. Consultor especializado em Arboricultura Ornamental, é titular do Caducée de l’arbre, certificado de especialização emitido pelo centro de formação de referência da arboricultura francesa, o Centre de Formation Professionnelle Forestière de Chateauneuf du Rhône. Formador certificado, foi responsável pela área da Arboricultura na Escola Profissional Beira Aguieira (Mortágua), onde coordenou o Projecto CIRAR – Cirurgião da Árvore, no âmbito do qual foi realizada a primeira Acção de Formação para Técnicos de Escalada e Poda Selectiva de Árvores Ornamentais em Portugal, na Mata Nacional do Bussaco. Colaborador da Associação de Amigos da Jardim Botânico da Ajuda, onde tem leccionado os cursos de Poda, foi o autor do DVD "Poda de Plantas Ornamentais" editado pela AAJBA. Ocupou o cargo de vice-presidente na primeira direcção da Sociedade Portuguesa de Arboricultura.
Formador no curso de:
Poda de árvores de fruto.

8. Dr.ª Isabel Maria Machado Santos Pessanha Cisneiros
Habilitações Académicas: Licenciatura em Filologia Germânica. Experiência profissional na área dos espaços verdes:
1973 – 1980 - Trabalho diversificado em viveiristas e garden centers em Londres e Southampton
1986 – 1990 – Imaplantas – Sócia gerente
1996 – 2002 – Fénix Flora – Construção e manutenção de Jardins – Sócia gerente
2002 – 2011 – Clorofila – responsável pela construção e manutenção de jardins, com especialização na área das coberturas ajardinadas e jardins verticais.
Formadora no curso de:
Jardins Verticais.

9. Eng.º José João Melícias
Engenheiro Agrónomo de formação, desenvolve a sua actividade através da empresa VitiScape, Lda., especializada em consultorias nas áreas da viticultura e enologia. Com larga experiência em diversas regiões do país, trabalham actualmente com produtores do Alentejo, Lisboa (Estremadura), Tejo (Ribatejo), Península de Setúbal e Vinhos Verdes, em projectos com dimensões e objectivos muito diferentes entre si.
Formador no curso de:
Videiras, Videiras II

10. Eng.ª Agr.ª Maria Raquel Sousa
Licenciada em Engenharia Agrícola pela Universidade de Évora e Mestre em Geografia e Ciências Ambientais pela California State University at Hayward, na sequência de um trabalho sobre Criação de habitat no Vale do rio Sacramento, e doutoranda na Universidade de Viterbo, Itália, tem desenvolvido trabalho transversal relacionado com a aplicabilidade da ecologia à concepção e manutenção de espaços verdes produtivos, ornamentais ou mistos, desde projectista de hortas urbanas, pedagógicas e jardins à educação ambiental de adultos e crianças, sendo pioneira dos primeiros cursos práticos para a população como o “Mãos à Horta” da C.M. Moita ou o “Horta à porta” da Lipor e do programa Biohorta em escolas para vários municípios. Colaborou neste âmbito na elaboração do livreto “Hortas biológicas nas escolas” da Agrobio, estando presentemente a elaborar uma publicação pedagógica para o Ciência Viva nesta temática. Paralelamente, tem vindo a exercer funções de docência na Universidade Lusófona em cadeiras como Ambiente natural ou Agricultura sustentável e é gerente da empresa Ambiência, Serviços ambientais e directora da Cooperativa Biosite.com cujo âmbito é sustentabilidade, cidadania, produção e distribuição em agricultura bio.
Formadora nos cursos de:
Jardinagem para Crianças, Biohorta em Varandas e Marquises e Jardins em Varandas e Marquises, Biohortas Gourmet.

11. Eng.ª Ângela Baptista
Formadora no curso de
: Implantação e Manutenção do Pomar.

12. Eng.º Luís Lopes da Fonseca
Formador no curso de
: Pequenos Frutos.

13. Sérgio Maçarico
Técnico de máquinas de jardim da marca STIHL.
Formador no curso de:
Utilização e Manutenção de Máquinas de Jardim.

14. Arq.ª Pais. Sandra Mesquita
Licenciada em Arquitectura Paisagista pelo ISA/UTL, Mestre em Sistemas de Informação Geográfica pelo IST/UTL. Exerce actividade profissional desde 1998, nas áreas de Botânica e Arquitectura Paisagista, em contexto de ordenamento do território, modelação e gestão de recursos naturais e restauro de jardins. É consultora em projectos científicos, nacionais e internacionais. Tem trabalhos publicados em revistas nacionais e internacionais da especialidade, nomeadamente sobre vegetação e cartografia, situando-se os seus principais interesses na área da modelação espacial e cartografia preditiva de vegetação.
Formadora no curso de: Workshop de Sabonetes Naturais.

15. Arq.º Pais. Filipe Tavares Soares
Responsável e coordenador da empresa SIGMETUM. Licenciado pela Universidade de Évora. Em termos profissionais, trabalhou no ateliê Rio Plano, teve um projecto de parceria com o Viveiro Novo Sol Plantas e tem colaborado, por iniciativa pessoal, noutros projectos.
Formador no curso de: Workshop sobre Plantas Autóctones.

16. Eng.º Joaquim Morgado
Licenciado em Engenharia Agrícola. Colaborou na concepção, realização e avaliação de cursos vários de formação profissional nas áreas da Agricultura Biológica, Plantas Aromáticas e Medicinais, Horticultura e Jardinagem e Espaços Verdes. Foi docente no Ens. Sec. Responsável pela disciplina de Educação Tecnológica, Ramo de Hortofloricultura e Criação Animal. Fez Orientação/Supervisão de Estágios Finais de Bacharelatos e Licenciaturas. Participou em Projectos Técnicos e Científicos, Nacionais e Internacionais, no âmbito do Ambiente, Agricultura e Desenvolvimento Local. Sócio fundador e gerente da empresa Ervital- Plantas Aromáticas e Medicinais, Lda.
Formador nos cursos de: Técnicas Básicas de Jardinagem e Plantas Aromáticas e Medicinais.

17. Dr. Luís Filipe de Matos Aires
Licenciado em Farmácia em 1972, pela Faculdade de Farmácia de Lisboa. Assistente da Faculdade de Farmácia de Lisboa, de 1972 a 1985. Desempenhou as funções de Assistente das disciplinas de Microbiologia, Biologia geral, Farmacognosia (Fitoquímica) e Botânica Farmacêutica. Representou a Direcção Geral de Assuntos Farmacêuticos em Bruxelas, de 1986 a 1991,no Grupo de Trabalho Produtos Cosméticos e no Comité de Adaptação ao Progresso Técnico das Directivas relativas aos produtos cosméticos. Inspector do INFARMED, de 1991 a 2008. Foi consultor da edição portuguesa do livro Segredos e Virtudes das Plantas Medicinais, e consultor de cosmetologia. Actualmente aposentado, é hortelão na Horta Comunitária Alto da Parede, onde se dedica ao cultivo de plantas aromáticas e medicinais, segundo o modo de produção biológico.
Formador no Workshop
de: Cosméticos Naturais

18. Drª Teodora Boneva
Licenciada em Filosofia em 1998 pela Faculdade de Filosofia, pela Universidade de Sófia. Tem o Curso de Ilustração Científica, Universidade Autónoma, Lisboa, (2009 - 2010) e  Mestrado em Ilustração Científica, pela  Universidade de Évora; Estágio de especialização no Borboletário da Universidade de Lisboa. Colaborou em várias exposições de pintura. Teve intervenção em  vários Projectos na área de Ensino Workshop de pintura a acrílico, de pintura e desenho no âmbito do projecto “ Alentejo, Aulas de Artes Plásticas no  GAC (Associação de pessoas com doençasmentais); Ateliers de desenho sobre o Surrealismo; Curso de Ilustração Científica para crianças, Ilustrador científico no âmbito do projeto “Ciencia Viva”, Biologia no verão, 2012. Trabalha no CCB , Museu Colecção Berardo, Lisboa desde Junho 2007.
Formadora
no Workshop de: Ilustração científica na área da Botânica  

  
dummy